sexta-feira, 2 de abril de 2010

Submergir

Eu queria saber o que fazer quando a raiva me consome. Eu queria simplesmente conseguir submergir ela. As pessoas chegam e acham que podem falar e fazer o que quiserem que não vamos nos importar, mas não é assim. Ninguém pode chegar na minha cara e falar coisas achando que eu não vou me importar. Ninguém é melhor que ninguém. Ninguém é mais importante que ninguém. Diariamente pessoas brigam em ruas, escolas, condominios, casas, predios. Mas do que vale tudo isso afinal ? Só serve p. machucar mais e mais os corações humanos. Só serve para despedaçar aos poucos cada centimetro da alma. Não venha com esses seus jogos interferir na minha mente, porque você perde o seu tempo. Eu não quero mais chorar de raiva a cada passo torto que eu dou porque alguém me empurrou e riu da minha cara. Não quero mais ficar nesse mundo ilusório e futil onde pessoas só dão valor a objetos. Eu não sou um objeto. Eu nunca fui um objeto e nunca vou ser. Será que ninguém se sente assim ? Será que ninguém se importa ? Eu gostaria de olhar para tras e dar um valor a minha vida. Mas o que é que valeu afinal ? Momentos felizes destruidos ? Palavras bonitas jogadas no lixo ? O mundo é cruel e mascarado. Nada é o que é. Nada é o que parece. Sempre havera um leão por tras das cortinas, sempre havera um contraditorio. Sempre havera pessoas dispostas a brigar de peito contra outras por mero prazer. Mas do que vale isso afinal ? Essa ignorancia está acabando com tudo. E eu já cansei disso!
[por T]

Nenhum comentário:

Postar um comentário